Dia Mundial da Internet 2022 – Saiba mais sobre a data

 

O dia mundial da internet celebra o acesso à informação e ao cenário mais democrático das telecomunicações, acelerando o processo de globalização e promovendo o conhecimento mais igualitário para todas as pessoas.

Contudo, a data também serve para debater tendências e a forma em que a internet tem sido consumida nos últimos anos, especialmente entre os mais jovens. Com uma nova geração que nasce com todo o comodismo da internet, muitos especialistas defendem regras mais claras no mundo digital.

Indo além disso, há outros dilemas sobre a hiperconectividade, como o uso de algoritmos para perpetuar preconceitos, a publicidade infantil, a dependência de redes sociais etc.

No artigo de hoje, a Auditeste reuniu tudo o que você precisa saber sobre o dia mundial da internet, trazendo informações e destacando os últimos avanços digitais!

 

O que é a internet?

A internet é um ambiente digital compartilhado e público para que as pessoas naveguem, salvem, criem e compartilhem conteúdos, como artigos, ebooks, músicas, vídeos, imagens, entre outros conteúdos multimídia.

Tudo isso acontece graças à infraestrutura dedicada à rede mundial de computadores, que permite a conexão rápida e eficiente entre servidores e dispositivos móveis.

Indo além da explicação teórica, você consegue resumir a internet como um ambiente digital público que possibilita a todos os usuários a possibilidade de criar, armazenar e compartilhar conteúdos únicos e autorais.

Porém, mesmo amplamente democratizado, a internet conta com requisitos para ser acessada.

No geral, basta três coisas: um dispositivo com conexão à internet, como smartphones, tablets, notebooks e PCs, um browser e um provedor de acesso à internet, responsável por distribuir a sua chave de acesso ao mundo digital.

Por ser uma regra, toda pessoa conectada à internet precisa, obrigatoriamente, cumprir esses três requisitos.

 

Como a internet funciona?

A internet funciona a partir do protocolo TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol), que divide as informações enviadas e recebidas pelos domínios, e as envia aos usuários que solicitam determinado conteúdo. Embora complexo, todo o processo dura poucos segundos e acontece em tempo real.

A internet deu os primeiros passos ainda na década de 60. No auge da Guerra Fria, o Governo americano quis reinventar as conexões de comunicação, buscando uma forma de torná-las mais seguras e ágeis.

A partir disso, o Departamento de Defesa Americano e a Agência de Desenvolvimentos de Projetos Avançados (ARPA) se uniram e construíram uma rede de computadores dedicados exclusivamente à transmissão e recepção de mensagens.

Para que não houvesse interferência dos países associados à ala Soviética, a rede formada por vários computadores garantia acesso de forma independente. Isto é, caso um computador fosse sabotado, outro poderia ficar ativo e manter o processo de troca de informações.

Assim surgiu a tecnologia de transmissão de dados por comutação de pacotes, técnica conhecida pelo termo inglês packet switching.

À época, a tecnologia então inédita utilizou as transmissões telefônicas como uma rota de comunicação em tempo real, que anos mais tarde se tornou a popular internet discada dos anos 2000.

Essa medida tornou a troca de informações mais ágil, mas logo perdeu espaço para o protocolo TCP/IP, que tornou a internet mais rápida, acessível e segura.

Com este modelo de conexão, a rota ficou mais automatizada e passou a procurar os melhores canais para que a rapidez fosse priorizada. Ao mesmo tempo, o novo protocolo passou a endereçar os usuários e fazer a gestão de conteúdos compartilhados e armazenados.

Na prática, o atual protocolo IP funciona do seguinte modo: a informação é dividida em diferentes pacotes e encaminhada aos computadores que estão solicitando esses dados através do acesso dos domínios.

Enquanto isso, o TCP realiza a gestão das informações transmitidas e minimiza os erros durante o processo de comunicação entre IPs, servidores e domínios.

 

Quando surgiu o dia mundial da internet?

O dia mundial da internet é comemorado anualmente em 17 de maio e está estabelecido ao redor do mundo desde 2006. À ocasião, o ano marca a Cúpula Mundial Sobre a Sociedade da Informação, organizada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e institui o dia 17 como o dia da internet.

Além do valor simbólico, a data tem como objetivo debater as mudanças provocadas ao redor do mundo por conta da digitalização de processos e acesso à informação.

Para entender melhor, vale destacar alguns pontos de vista sobre a internet.

Da perspectiva empresarial, a internet permite automatizar processos, otimizar tarefas e aumentar resultados. Fora isso, ela torna o dia a dia de colaboradores mais fácil, afinal põe fim às tarefas mais mecanizadas e robóticas.

Por outro lado, a sociedade pode encarar o dia mundial da internet como uma ocasião para trazer pautas positivas e negativas. Isso porque o acesso pouco controlado provoca impactos, tanto para o bem quanto para o mal.

Positivamente, a internet quebra barreiras geográficas e torna o acesso aos diferentes saberes mais igualitários. Na prática, mesmo um país com dimensões continentais como o Brasil pode tornar a educação de fácil acesso.

Porém, o pouco controle sobre as tantas informações produzidas e armazenadas se torna um risco aos usuários.

Com algoritmos cada vez mais viciantes, os internautas ficam à mercê de bolhas sociais, gerando uma desconexão com realidades mais distantes da própria. Isto é, a pessoa deixa de ver uma realidade e logo não acredita em outras visões de mundo.

 

Dia mundial da internet no Brasil

O dia mundial da internet no Brasil é comemorado no dia 17 de maio assim como em outros países. Neste ano, o país tem muito a comemorar.

Após muitas mudanças e debates, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) está em vigor e obriga pequenas, médias e grandes empresas a cuidarem de informações individuais dos usuários e serem mais transparentes em relação ao uso.

Na prática, a LGPD institui que todas as informações produzidas por um negócio são responsabilidade dela. Assim, um negócio que tem dados pessoais, como endereço, CPF e cartão de crédito, deve garantir a segurança destas informações.

Além do avanço do ponto de vista regulatório, a internet brasileira tem se beneficiado dos pequenos provedores de internet. Hoje, esses pequenos provedores levam internet de fibra óptica para boa parte do Brasil e torna o acesso à internet mais democrático.

De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), mais de 60% das casas brasileiras contam com acesso à internet por conta da atuação dos pequenos provedores.

Tendo tudo isso em mente, este dia mundial da internet possui tudo para ser marcado positivamente!

 

E você, qual é a sua opinião sobre a internet? Coloque a sua opinião nos comentários e diga o recurso mais valioso por conta da internet!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *
Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>