Novembro azul: uma campanha de conscientização para a saúde dos homens

Janeiro branco, dedicado a saúde mental; setembro amarelo, para falar sobre o suicídio e outubro rosa, em prol da prevenção do câncer de mama. Fazer a associação entre mês, cor e uma campanha de conscientização tem sido uma boa jogada de marketing para criar ações bem sucedidas.

Com o novembro azul não foi diferente. O movimento começou em 2003, na Austrália e teve como objetivo chamar a atenção dos homens no que diz respeito a saúde, principalmente em relação a prevenção do câncer de próstata.

No artigo de hoje, vamos falar mais sobre essa doença que mata 1 homem a cada 38 minutos no Brasil, segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer).

 

O que é o câncer de próstata?

O câncer de próstata é uma doença de elevada taxa de mortalidade. No Brasil, é a segunda enfermidade que mais mata homens.

A próstata é uma glândula pequena, presente no sistema reprodutor masculino e responsável pela produção de esperma. Quando algumas células começam a se multiplicar de forma descontrolada, podem originar um tumor benigno ou maligno.  Nos casos onde a malignidade é detectada, o diagnóstico é o de câncer de próstata.

 

Sintomas

Nos estágios iniciais, não são detectados sintomas. Entretanto, alguns homens sentem dificuldade em urinar, têm necessidade de urinar mais vezes durante o dia e a noite e notam a presença de sangue na urina. E nas etapas mais avançadas, os sintomas são mais severos, incluindo insuficiência renal, dores dos ossos e infecção generalizada.

 

Fatores de risco

Existem 3 fatores de risco: idade, histórico familiar e sobrepeso.

Com o avanço da idade, o risco aumenta, sendo que 90% dos homens diagnosticados com câncer de próstata têm mais de 55 anos.

Os homens cujo pai ou irmão tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos são mais propensos a desenvolver a enfermidade.

Estudos indicam que homens acima do peso ideal têm maiores chances de sofrer com o câncer de próstata.

Além disso, as estatísticas mostram que homens negros são mais acometidos.

 

Prevenção

Para prevenir o câncer de próstata, existem algumas recomendações importantes. A prática de hábitos saudáveis no dia a dia, pode ajudar inclusive na prevenção de outras doenças. Por isso, os médicos recomendam manter uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos regularmente, não fumar e evitar o consumo excessivo de bebidas alcóolicas.

 

Diagnóstico

Quando se trata de uma doença como o câncer, o diagnóstico precoce é determinante para o paciente. No caso do câncer de próstata, existem dois exames que identificam a enfermidade.

O primeiro é o exame de toque retal, no qual o médico consegue avaliar o tamanho, forma e textura da próstata, identificando anormalidades.

E o segundo é o PSA (Antígeno Prostático Específico). É um exame de sangue que identifica uma proteína produzida pela próstata. Níveis elevados podem ser um indício do câncer, ou até mesmo de outros doenças que envolvem a próstata.

Caso uma anormalidade seja identificada em algum desses exames, indica-se uma biopsia para confirmar o crescimento de células malignas na próstata.

A fim de identificar o câncer de próstata ainda no estágio inicial, a Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que homens a partir de 50 anos façam um check up anual com urologista. No caso de homens negros, a recomendação é que realizem o procedimento a partir dos 45 anos.

 

Tratamento

Alguns fatores influenciam na escolha do melhor tratamento para cada paciente. Eles são: estágio da doença, expectativa de vida, outras condições de saúde, probabilidade de cura, efeitos colaterais e idade.

Considerando tudo isso, o urologista pode recomendar desde o simples monitoramento até mesmo medidas mais drásticas, como cirurgia, quimioterapia ou radioterapia.

Vale lembrar que cada caso requer uma abordagem diferente.

 

A campanha Novembro Azul

Uma parcela significa do público masculino ainda enxerga com preconceito o exame de toque retal, e assim acabam negligenciando sua saúde. Por esse motivo, a campanha Novembro Azul é de extrema importância, não apenas para divulgar informações, mas também para quebrar tabus.

O câncer de próstata é uma das doenças com maior taxa de mortalidade entre os homens. E uma das razões para isso é a cultura de negligência, que dificulta o diagnóstico precoce.

Quando identificado em estágio inicial, as chances de um tratamento eficaz ou até mesmo cura são maiores, por isso a importância da conscientização do púbico masculino.

No Brasil, tanto o Ministério da Saúde quanto o Instituto Nacional do Câncer (Inca) apoiam a campanha. Então, durante todo o mês de novembro, o SUS (Sistema Único de Saúde) promove uma série de eventos que incentivam os homens a ter mais atenção com a saúde, principalmente do que diz respeito ao câncer de próstata.

Além disso, a campanha Novembro Azul já está bem disseminada pelo Brasil, o que leva outros órgãos a criarem eventos, palestras e mutirões para a conscientização sobre o tema.

 

Para ficar sempre por dentro de temas importantes como esse, siga a Auditeste nas redes sociais e leia outros artigos em nosso blog.

CompartilharShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *
Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>