O que é Mobile Device Testing, como funciona e por que tão importante?

O Mobile Device Testing está cada vez mais popular e os motivos estão claros. Hoje, pouco importa o segmento e o formato de vendas, os clientes estão presentes no mundo digital e a experiência de venda é decidida à frente da tela dos dispositivos móveis.

Não à toa, a transformação digital tem buscado otimizar e transformar experiências as melhores possíveis. Etapas que antes eram complexas e árduas, como entrar em um aplicativo de banco ou confirmar compras online, acontecem em, literalmente, poucos toques na tela do celular.

No entanto, para chegar nesse modelo simplificado, antes a empresa interessada deve seguir um longo protocolo de testes. A partir dos resultados mensurados de testes e aplicações de melhorias, o cliente final recebe um produto acima da média.

Esses testes são conhecidos como Mobile Device Testing e, como o próprio nome sugere, criam testes focados nos muitos aparelhos mobile existentes.

Para entender melhor, nós da Auditeste criamos este artigo e reunimos tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

O que é Mobile Device Testing?

O Mobile Device Testing é uma modalidade de teste que foca na otimização de aplicações digitais em dispositivos móveis. Hoje, este tipo de testagem está entre as mais procuradas graças à rápida popularidade de aplicativos e sites para contratar, comprar ou solucionar problemas no geral.

Em tradução literal, o Teste de Dispositivo Móvel considera os muitos aspectos dos tantos fabricantes disponíveis. Para entender melhor, vamos considerar apenas o cenário brasileiro.

No Brasil, há exatas 339 marcas de celulares no país e mais de 18 mil tipos de aparelhos, de acordo com a plataforma Celulares.BR. Tendo isso em mente, considere que cada fabricante possui uma particularidade no kernel do dispositivo e características únicas em cada aparelho que circula nas mãos dos potenciais usuários do seu site ou aplicativo.

Sendo assim, há a necessidade de considerar uma longa lista de resoluções, capacidade do processador, qualidade de sinal, quantidade de memória RAM disponível, entre outros tantos pontos que definem uma boa ou má experiência.

É justamente a partir dessa necessidade que os testes mobile ganham importância e se tornam indispensáveis para aplicações voltadas aos dispositivos móveis.

O que é kernel de dispositivo móvel?

O kernel de dispositivo móvel funciona como o núcleo do sistema operacional. Atualmente, o iOS usa o kernel Darwin, que é mais restritivo e pouco personalizado, e o Android utiliza o kernel Linux e está presente em milhares de aparelhos por ser open source, que permite aos fabricantes personalizar o sistema operacional e criar características próprias.

Como funciona o Mobile Device Testing?

O Mobile Device Testing pode funcionar de modo manual, onde um especialista realiza testes e emite relatórios com base em objetivos lógicos e subjetivos, ou através de robôs com os testes automáticos, que focam em situações de sobrecarga e estresse.

Mesmo com essas duas formas, os testes mobile partem de conceitos gerais em relação ao site ou aplicativo, como a variedade de resoluções da aplicação, o emprego da solução em diferentes sistemas operacionais e suas respectivas variações, a padronização do ambiente tendo em mente a longa lista de dispositivos móveis etc.

Para entender melhor, nós destacamos abaixo as principais formas dos testes de dispositivos móveis existentes!

1. Testes de planejamento

Os testes de planejamento consideram a interação e a comunicação entre sistema operacional, hardware e diferentes tipos de redes. Para uma boa qualidade, espera-se que a aplicação funcione de modo esperado.

Neste sentido, este tipo de Mobile Device Testing investiga uma aplicação e busca cenários que o aplicativo ou site apresente lentidão, situações de travamento, perdas de dados etc. Indo além disso, esse teste também leva em consideração as atuais e futuras formas de conexão.

2. Teste mobile de desempenho

O teste mobile de desempenho cria situações de estresse, aumenta níveis de cargas e provoca muitas solicitações ao mesmo tempo dentro da aplicação. Tudo isso com a finalidade de encontrar e eliminar gaps de lentidão e travamentos.

3. Testes de mobilidade

Os testes de mobilidade são voltados para o compartilhamento de informações entre aplicativos. Na prática, esse funcionamento do Mobile Device Testing considera a estruturação da aplicação com foco em eficácia.

4. Teste de sincronismo

O teste de sincronismo destaca o papel da computação em nuvem e checa se há ou não perda de pacotes que causem prejuízos à sincronia de dados na rede.

5. Usabilidade

Um dos Mobile Device Testing mais importantes, os testes de usabilidade levam em consideração a experiência do usuário e focam nas soluções existentes nos critérios avaliativos de facilidade, agilidade e taxa de sucesso em relação ao propósito da aplicação.

Por que o Mobile Device Testing é tão importante?

O Mobile Device Testing se torna indispensável por conta da nova jornada de compra de clientes B2B, B2C e outros tantos modelos de negócios que agora são baseados em aplicativos e sites.

De acordo com um levantamento anual da Fundação Getúlio Vargas, o Brasil possui 242 milhões de celulares em circulação. O mesmo estudo aponta ainda um cenário de 352 milhões ao considerar outros dispositivos móveis, como notebooks e tablets.

Na prática, isso indica que há 1,6 dispositivos por pessoa no país, que possui aproximadamente 214 milhões, como indica o último censo do IBGE.

Esse número reforça a tendência de brasileiros no geral de ter e usar os dispositivos móveis com mais familiaridade. Neste sentido, cabe às empresas terem aplicações funcionais nestes canais de vendas e prestação de serviço.

Para isso, o Mobile Device Testing é a melhor forma de criar e oferecer aplicações funcionais, otimizadas e práticas para os potenciais usuários que estão disponíveis.

Como a Auditeste pode ajudá-lo

Nós da Auditeste somos especialistas em testagens manuais e automatizadas para dispositivos móveis, tendo acesso aos principais softwares e montando uma equipe de colaboradores com vasta experiência.

A partir de uma metodologia clara e objetiva, o nosso time divide o Mobile Device Testing em três etapas, sendo elas: Planejamento, Especificação e Execução.

Em cada etapa, você recebe os entregáveis do projeto, o plano de testes, o roteiro de testes e outros passos até chegar ao relatório final de defeitos.

Na página de Testes Mobile da Auditeste, você conhece todas as etapas necessárias até alcançar o melhor resultado da sua aplicação!

E você, o que achou deste conteúdo sobre Testes Mobile? Não deixe de colocar a sua opinião nos comentários!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *
Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>